sábado, junho 22, 2013

O OUTONO BRASILEIRO



Em minhas andanças por São Paulo, nestes dias agitados de junho, quem encontro na av. Paulista? Minha terapeuta, a Dra. Ana Lisa. Lá estava ela, junto  à manifestação. Chamei-a de lado e perguntei:
–Até a senhora, doutora?
Ao me reconhecer, igualmente surpresa, respondeu:
–Olá, seu Dedé, é preciso. É necessário como cidadã, mostrar meu descontentamento com tudo de errado que há em nosso país.
–Pois é, “o gigante adormecido em berço esplêndido” está despertando – comentei, acrescentando: e eu que já estava a imaginar que não estaria aqui quando este dia chegasse...
–É o que parecia, nosso povo tantas vezes chamado de passivo, acomodado. Lembrava até meus pacientes recostados no divã do consultório, pensando, meditando sobre o que iria dizer ou fazer e, de repente, solta a voz, mostra toda indignação, todo descontentamento. 
O diagnóstico estava perfeito. Nos afastamos um pouco, já que em meio àquela agitação, era quase impossível manter o diálogo.
–Infelizmente, doutora, o vandalismo, o banditismo se faz presente. Veja, bandos de desocupados, arruaceiros, bandidos, marginais, estão infiltrados.
–É lamentável – ela comentou. Distorcem totalmente o motivo dos que se manifestam contra a falida classe política brasileira.
–Se é que se pode chamar de classe, algo que prima pela absoluta falta de... – acrescentei.
–Tem razão, mas o importante é essa voz das ruas, uma voz ativa, com um basta à corrupção, à politicagem retratada e mal retocada naquele quadro onde, juntos, Alckmin e Haddad anunciaram o cancelamento do reajuste das tarifas.
–Verdade, ali ficou estampada uma situação cômica se não fosse trágica, um sinal dos tempos que, espero, estejam terminando.
–Todos nós esperamos, seu Dedé, todos nós.
Dito isto, nos afastamos e seguimos em frente, certos de que as sementes lançadas neste outono têm um excelente potencial produtivo.

3 comentários:

  1. Belas palavras! Nao poderia ser diferente!

    ResponderExcluir
  2. Então seu Dedé
    Mesmo com a revogação do aumento das passagens, o movimento para moralização do país continua. Espero, sinceramente, que não acabe em pizza. Muitos são os clamores . O principal é limpar as areias da corrupção que emperram as engrenagens do governo. Custe o que custar
    Parabéns pelo texto.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  3. Potencial Produtivo, esperamos todos que ele se faça presente, amparado ao que determinou novamente as barras da Justiça na data de ontem onde, na 9ª Vara Federal do DF, foram condenados novamente por Improbidade vários condenados do Mansalão, aliado a isto o STF mandou incluir na lista de procurados da Policia Federal outros tantos do mesmo caso. Esperamos pois que seja o início de um novo tempo.

    ResponderExcluir